Home / Brasil e Mundo / Cantor é morto com 60 golpes durante “revezamento” de facadas no Amapá

Cantor é morto com 60 golpes durante “revezamento” de facadas no Amapá

gilson

José Gledson Leal, um famoso cantor piauiense, morador do Oiapoque, no Amapá, foi brutalmente morto na madrugada deste domingo (2) durante um “revezamento” de facadas feito por quatro pessoas.

De acordo com a Polícia Militar, foram encontradas 60 perfurações no corpo de Leal.

O cantor teria sido vítima de latrocínio

O cantor teria conhecido uma jovem de 17 anos em uma casa noturna.

Leal teria levado a adolescente para dar um passeio de carro. Entretanto, segundo a polícia, a suspeita premeditava o crime e pediu para usar o banheiro da residência do cantor, que fica no bairro de Nova Esperança

No local, a jovem constatou que havia produtos de valor na casa.

O sargento Carvalho conta que Leal vendia relógios, câmeras fotográficas, roupas e outros objetos para mineradores clandestinos na fronteira com a Guiana Francesa.

— Os dois voltaram para a festa, onde a jovem comunicou três comparsas sobre os produtos de valor

A adolescente convenceu Leal a voltar para casa e os três outros suspeitos teriam seguido o casal em um táxi.

Quando os dois entraram na casa, os suspeitos vieram logo atrás, rendendo o cantor e desferindo facadas contra ele.

— Foram 60 facadas e o grupo, que estava drogado, revezou o ataque

Os objetos foram roubados e levados para a casa de um dos suspeitos.

Além dos objetos de valor para vender, Gledson também tinha um bom equipamento de som, que usava para trabalhar como cantor

Além disso, verifique

Funkeiro Mr. Catra morre aos 49 anos e deixa 32 filhos

Share this on WhatsApp Morreu na tarde desde domingo, em São Paulo, Wagner Domingues Costa, ...

Deixe um Comentário