Home / Esporte / Flamengo e Vasco impedem o Corinthians jogue domingo

Flamengo e Vasco impedem o Corinthians jogue domingo

vasco

Vagner Love não se segurou. E estragou a surpresa. Se vencerem o Coritiba, os jogadores do Corinthians darão uma volta olímpica no Itaquerão. Mesmo com a conquista do Brasileiro não estando garantida matematicamente. A decisão será um agradecimento ao apoio dos torcedores, na incrível incrível campanha.

Mas ele e Tite mantinham a esperança. O jogo passaria para domingo. Não haveria lógica. A Globo sedenta de audiência não perderia a chance de mostrar a partida que poderia decidir o título. Porque basta que os corintianos vençam e o Atlético Mineiro empate ou perca para o Figueirense, em Florianópolis, e o Brasileiro de 2015 terá seu campeão. Ou melhor, o hexacampeão.

Os executivos da emissora já acionaram a CBF. E, dependendo da entidade, a mudança seria feita. Mas ela não aconteceu. Por quê? Esbarrou em um obstáculo intransponível.

Não, não foi a Polícia Militar paulista que não admite dois jogos entre clubes grandes no mesmo dia e horário em São Paulo. Ainda mais tão rivais quanto palmeirenses e corintianos. Com a chance dos corintianos festejando pela cidade toda o título, o que reforçaria a possibilidade de confronto.

Nem o estatuto do torcedor, quantas e quantas vezes o estatuto já foi desconsiderado? Nem mesmo a venda total dos ingressos no Itaquerão para sábado seria empecilho. Ou a parcial para a nova arena palmeirense.

O presidente Paulo Nobre não colocaria maiores obstáculos em antecipar a partida contra o Vasco para o sábado.

Os entraves que impossibilitaram o ajuste da tabela foram outros.

As duas diretorias inimigas, a vascaína e flamenguista se colocaram absolutamente contra.

Se o jogo do Vasco contra o Palmeiras fosse antecipado para sábado, o treinador Jorginho perderia um dia de treinamento. O time é lanterna do Brasileiro. Eurico Miranda recebeu o pedido do técnico para não abrir mão da tabela. Quer o máximo possível de tempo para a preparação. Precisa vencer os últimos cinco jogos que resta no campeonato para tentar evitar o rebaixamento.

A Globo já recebeu o recado que o Vasco não aceitaria em ‘hipótese alguma’, como gosta de repetir, Eurico Miranda.

Do outro lado do Rio de Janeiro, veio também o veto da Gávea. Se o jogo dos vascaínos fosse antecipado, a emissora teria de transmitir o confronto no Maracanã entre Flamengo e Goiás. Já que o Fluminense jogará no sábado contra a Chapecoense. O clube de Bandeira de Mello está mergulhado em uma crise. Acumula quatro derrotas seguidas. Perdeu cinco dos últimos seis jogos.

Não bastasse a péssima fase, há o afastamento de cinco jogadores por estarem farreando com o time perdendo. E mais a suspensão de Guerrero, expulso por reclamação na derrota diante do Grêmio.

Se a partida fosse transmitida para o Rio, seria a certeza de que o Maracanã ficaria vazio. Os jogadores perderiam o apoio dos torcedores. A diretoria sabe o quanto a equipe limitada que montou precisa de apoio. Há uma mínima esperança ainda de Libertadores, caso o time vença os cinco últimos jogos.

Bandeira de Mello e Eurico foram radicalmente contra a mudança na tabela.

A Globo resolveu não comprar a briga.

Vai mostrar para os cariocas, Palmeiras e Vasco.

E os paulistas serão brindados com Cruzeiro e São Paulo.

O Brasileiro corre o risco de ser decidido no domingo.

Sem a presença do campeão, o Corinthians.

Com o resultado do Atlético Mineiro decidindo o Brasileiro de 2015.

O jogo do Atlético não pode ser antecipado porque Cruzeiro e São Paulo atuarão domingo, no Mineirão. Há um acordo no número de jogos que a Globo pode mostrar de times que atuam em casa. E por isso, a partida do time de Levir foi mantida para o domingo. Será mostrada ao vivo para os mineiros, como estava programado há tempos.

Para piorar a situação, o próximo jogo do Corinthians será apenas no dia 18. Haverá a parada para os jogos da Seleção contra a Argentina e o Peru. E na volta do campeonato, o time atuará no Maracanã, contra o Vasco. Caso o título já esteja decidido, não haverá o reencontro com sua torcida para festejar.

Tudo ficaria apenas para o dia 22, contra o São Paulo, no Itaquerão.

Flamengo e Vasco fizeram valer seu direito, a tabela publicada.

Globo, CBF e Corinthians tiveram de aceitar.

Por isso, o pais deverá servir de exemplo para o mundo.

E mostrar como se faz uma volta olímpica antecipada.

Sem a menor certeza que o time será campeão no dia seguinte.

Basta o Corinthians vencer no sábado.

Outra vez, o futebol brasileiro fará história…

(Em 2013, o Cruzeiro venceu o Grêmio e alguns jogadores improvisaram uma ‘volta olímpica’. A do Corinthians não será assim. Está sendo organizada formalmente pelos atletas e Comissão Técnica. Será oficialmente a primeira. Anunciada, preparada e realizada. Basta vencer o Coritiba…)

 

 

Além disso, verifique

Conquista se prepara para estrear no Lomantão pela Série B do Baianão

Share this on WhatsApp Após empatar em 0x0 fora de casa contra o Portela Teixeira ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *