Home / Política / Veja vídeo: Garotinho diz que vai entregar ‘resto da quadrilha’ e será morto em Bangu

Veja vídeo: Garotinho diz que vai entregar ‘resto da quadrilha’ e será morto em Bangu

garotinho1

Dois vídeos e um áudio registraram o desespero da família e do ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PR) com a transferência para um hospital para o complexo penitenciário de Bangu. O ex-governador foi transferido do Hospital Souza Aguiar por determinação judicial. No áudio, Garotinho afirma que teme morrer no presídio e que na quarta-feira vai se encontrar com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para “entregar o resto da quadrilha”.

Ao saber que será transferido, ele resiste. “Levar é o cacete. Eu não vou. Isaías do Borel (líder de uma facção criminosa), tem um monte de preso lá que foi tudo eu que botei na cadeia. Estão doidos para me levar para lá para me matar. Sabe que quarta-feira eu tenho reunião com dr. (Rodrigo) Janot para entregar o resto da quadrilha. Isso tudo foi armado. Eu não vou”, diz, gritando. “O senhor vai. Porque o senhor está preso com decisão judicial. Nós vamos cumprir a ordem judicial”, responde o policial. “Me matar é uma decisão sua”, diz Garotinho.

Já os vídeos mostram outros momentos. No primeiro, policiais chegam ao quarto onde Garotinho está internado. Filha dele, a deputada Clarissa Garotinho (PR-RJ), e a esposa do político, Rosinha Garotinho (PR), prefeita de Campos (RJ), pedem que ele não seja levado. Clarissa, chorando, grita que o pai “não é bandido”. O ex-governador é retirado à força da cama. Assista:

Quando o ex-governador era levado para ambulância, há mais resistência. Ele tenta se levantar da maca. “Eu quero ir com ele, deixa eu ir com ele”, pede a filha. Garotinho foi preso na quarta, acusado de coagir testemunhas e de comprar votos com a distribuição do Cheque-Cidadão, um programa social destinado a pessoas de baixa renda em Campos. A defesa nega as acusações e diz que a prisão é arbitrária e ilegal.

Veja o segundo vídeo:

Além disso, verifique

Mucuri: Ex-prefeito terá de devolver R$ 307,1 mil; caso seguirá para MP-BA

Share this on WhatsApp O ex-prefeito de Mucuri, no extremo sul baiano, Paulo Alexandre Matos ...

Deixe um Comentário