Home / Esporte / Allione assume meia-culpa por má fase de Hernane

Allione assume meia-culpa por má fase de Hernane

AllioneNaFonteNova_FelipeOliveira

Com tantos torcedores apontando o dedo para a falta de gols de Hernane desde o Ba-Vi do último domingo (9), natural que algum de seus companheiros saísse mais cedo ou mais tarde em defesa do centroavante. E nesta quinta-feira (13) a cavalaria finalmente chegou para ajudá-lo. Quem tomou a frente para relevar as críticas ao camisa 9 foi o meia Allione.

O argentino disse que o Brocador tem se mostrado incomodado com a má fase durante os treinos, e que os colegas de posição compartilham da tristeza do camisa 9: “Ele conversa bastante com a gente sobre isso. (Hernane) está abatido, mas nós também estamos. Eu, Régis, Edigar (Junio)”.

Mas o interessante da entrevista é que Allione assumiu a mea-culpa pelo centroavante não estar ‘brocando’. “Acho que se ele não está fazendo gols é porque não estamos criando para ele, também. Então essa é uma coisa que a gente também vai precisar melhorar”, disse.

“Agora é continuar trabalhando para melhorar esse aspecto do nosso ataque para tentar fazer gol. É o que a gente está precisando”, completou.

Faz sua parte

A mea-culpa por parte de Allione se torna interessante porque os números do ano mostram que o argentino, pelo menos, tem feito a sua parte.

Prejudicado por uma lesão no quadril que o tirou de ação por mais de um mês, o meia disputou até agora nove partidas pelo tricolor. Apesar disso, é um dos três jogadores que mais distribuíram assistências na temporada, com três passes para gol. Os outros são Juninho (15 jogos em 2017) e o próprio Hernane (14).

E o tricolor não tem criado poucos gols. A média tem sido de quase dois tentos marcados por partida: 39 em 20 jogos. O próprio argentino já balançou a rede duas vezes. Hernane fez cinco desses, mesmo número que o reserva Gustavo, que disputou dois jogos a menos.

Sobre a ‘polêmica’ de quem dos dois deveria ser titular, Allione não quis dar opinião: “Se é ele (Hernane) quem tem que jogar ou Gustavo não é da minha parte. É coisa para Guto Ferreira ver e escolher a melhor opção para a gente”.

Neste domingo, às 18h30, o tricolor visita um dos times que tiraram pontos dele na 1ª fase do Baianão: o Fluminense de Feira, pelo jogo de ida das semifinais. “A gente sabe que é um time que marca muito, então estamos trabalhando para que essa marcação deles não tenha efeito e a gente consiga um bom resultado lá”.

Além disso, verifique

Meia do Bahia de Feira lamenta derrota de virada nos minutos finais: ‘Jogo estava na mão’

Share this on WhatsApp Com lágrimas nos olhos, o meio-campista Marcone Pelé lamentou a derrota ...

Deixe um Comentário