Home / Brasil e Mundo / 2 mil cestas básicas para famílias de presidiários

2 mil cestas básicas para famílias de presidiários

Nas três décadas de existência, os voluntários do grupo Universal nos Presídios (UNP) têm desenvolvido um trabalho incansável de recuperação de presos em instituições penais por todo o País, procurando levar auxílio espiritual e social, não somente a eles como também a seus familiares.

Entre as muitas ações desenvolvidas pelo UNP está a distribuição de cestas básicas a pessoas necessitadas. Em 22 de outubro último, ocorreu mais uma dessas grandiosas ações. Desta vez na sede da Universal de Presidente Prudente, interior paulista.

Com a presença do bispo Eduardo Guilherme, coordenador do UNP em todo o País, e do bispo Max Walter Pinto Alves, responsável pelo trabalho da Igreja na cidade, os voluntários distribuíram cerca de 2 mil cestas básicas para familiares de presos. O benefício abrangeu também famílias carentes residentes na região.

O ato começou com uma oração de consagração dos alimentos pelo bispo Eduardo, que, em seguida, explicou aos presentes a necessidade de buscar, acima de tudo, o verdadeiro alimento capaz de suprir todas as carências do ser humano (físicas e espirituais): o Senhor Jesus.

Na ocasião, o bispo Max salientou o quanto é gratificante poder ajudar a quem necessita. Para o pastor Fernando Ferreira, atual coordenador do UNP na cidade, essas ações têm uma finalidade principal: “Que o nome de Jesus seja glorificado. Levamos as pessoas ao encontro com Deus. Com a determinação de abençoar a vida de todos.”

Assista ao vídeo completo da ação, clicando aqui. E se você quiser conhecer mais sobre os trabalhos do grupo UNP procure uma igreja mais perto de sua casa, ou acesse e curta a página oficial no Facebook do bispo Eduardo.

Além disso, verifique

EUA: Irmãos torturados pelos pais raramente eram vistos na rua, passavam fome e viviam acorrentados

Share this on WhatsApp Os 13 irmãos da Califórnia que, segundo a polícia, passavam fome ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *