Após tratamentos que levaram três meses e meio, uma mulher transgênero de 30 anos conseguiu produzir leite e amamentar o seu filho. De acordo com o periódico Transgender Health, é a primeira vez que um fato como esse é reportado na literatura científica.

A decisão da mulher, que nasceu com o corpo de homem, mas se identifica com o corpo de mulher, veio depois da companheira grávida dizer que não queria passar pela experiência da amamentação.

O tratamento incluiu administração de um coquetel de remédios, bloqueador de hormônios masculinos e bombeamento de mama para estimular a produção de leite. Em parte, é parecido com o tratamento utilizado em mulheres que adotam bebês ou que têm filhos em barriga de aluguel

Como resultado, conseguiu produzir uma quantidade “modesta, mas funcional” de leite materno, cerca de 240ml por dia. De acordo com os pesquisadores, essa foi a única fonte de nutrição do bebê durante suas primeiras seis semanas.

Após esse período, o bebê teve que receber suplementos alimentares porque a mãe que amamenta não estava produzindo leite o suficiente.

Fonte: BBC