Home / Destaque / Tristeza: Criança de 3 anos morre afogada em escola de Salvador. Pais acusam negligência

Tristeza: Criança de 3 anos morre afogada em escola de Salvador. Pais acusam negligência

Uma ex-professora da Escola Construir, onde um bebê de 2 anos e 9 meses morreu afogado na manhã desta quinta-feira (15), no bairro do Cabula VI, em Salvador, afirmou que o óbito de Victor Figueredo de Andrade Santos foi uma “tragédia anunciada”.

Sem querer ser identificada, a pró contou que trabalhou durante oito meses no local – entre maio e dezembro de 2017 – e que diversas irregularidades ocorriam no dia a dia da unidade de ensino. Uma delas era justamente o portão próximo à piscina, pelo qual Victor passou para chegar à água – segundo ela, era comum o acesso ficar aberto. De acordo com ela, as irregularidades já começaram com a troca de cargo. Ela diz que inicialmente foi chamada para ser auxiliar de professora, mas que atuava como professora regente.

Além disso, verifique

Conquista: Suspeitos de matar pastora têm prisão decretada; pastor continua foragido

Share this on WhatsApp Os dois pastores, um ainda foragido, e o vigilante acusados de ...

Deixe um Comentário