Home / Destaque / Serrinha: Pai de grávida morta por marido espera justiça

Serrinha: Pai de grávida morta por marido espera justiça

A família de Daiane Reis Mota, 25 anos, morta pelo marido em dezembro do ano passado em Serrinha, na região sisaleira  espera justiça no caso. A jovem foi morta às vésperas de dar a luz um filho por Adilson Prado Lima Júnior, já preso. Ao G1, o pai da jovem, Rubem Oliveira Mota, de 56 anos, acredita que a Justiça não “vai falhar” no caso. Conforme a reportagem, foram registrados 74 homicídios na Bahia em 2017, segundo a Ouvidoria Geral de Polícia da Secretaria de Segurança Pública do estado. Como a alegação de Adilson Prado Júnior, o ciúme  é uma das justificativas mais corriqueiras. No caso de Serrinha, Adilson declarou à Polícia que tinha ciúmes da mulher e suspeitava que o filho que estava para nascer não seria dele também. Os ciúmes, segundo ele, aumentaram após ver mensagens no WhatsApp da vítima. Para tentar despistar as investigações, Adilson, que é réu confesso, chegou a simular preocupação ao participar das buscas pelo corpo e de ir no velório da jovem. Daiane Mota estudava nutrição em Feira de Santana. Ela deixou um filho, fruto de outro relacionamento. O menino vai completar 3 anos

Além disso, verifique

Conquista: Suspeitos de matar pastora têm prisão decretada; pastor continua foragido

Share this on WhatsApp Os dois pastores, um ainda foragido, e o vigilante acusados de ...

Deixe um Comentário