Home / Política / “O machismo não pode continuar imperando”, clama vereadora Ireuda Silva em sessão na Câmara

“O machismo não pode continuar imperando”, clama vereadora Ireuda Silva em sessão na Câmara

Em sua fala, a republicana disse ainda que “é muito mais do que parabéns, é muito mais do que lembrar de nós no mês de março”

Na sessão desta segunda-feira (12), a vereadora Ireuda Silva (PRB) utilizou a tribuna da Câmara Municipal de Salvador (CMS) para desabafar e denunciar a situação de extrema desigualdade na qual ainda vivem as mulheres na Bahia e no Brasil. Em um discurso inflamado, a republicana questionou as condescendências e homenagens realizadas no mês da mulher, ao passo que, no resto do ano, o gênero feminino precisa lutar com unhas e dentes para ter seus direitos de participação e respeito atendidos.

“No mês da mulher, vemos uma promoção da mulher, um ‘querer’ parabenizar. Mas é muito mais do que isso. As mulheres têm que gritar com uma dor em sua alma. Em quantos dias do ano temos aqui momentos como esse?”, questionou, referindo-se ao fato de as vereadoras ocuparem a mesa na Câmara.

Ainda em sua fala, a edil, que em 2017 concedeu o Prêmio Maria Felipa a mulheres negras de destaque, cobrou políticas públicas face a um quadro em que a mulher ainda ganha menos que o homem e é vítima constante de agressões, assédios e feminicídio.

“É muito mais do que parabéns, é muito mais do que lembrar de nós no mês de março. Queremos ser lembradas sempre. E queremos que as nossas necessidades sejam atendidas. Temos necessidade de políticas públicas. Precisamos que os senhores deem atenção, que entendam que temos capacidade de somar. O machismo não pode continuar imperando. Isso acabou”, disparou Ireuda.

O discurso comoveu todos os vereadores presentes na Casa, a exemplo de Kiki Bispo (PTB), que reconheceu a veracidade nas palavras de Ireuda e pediu desculpas a todas as mulheres.

Além disso, verifique

No início do Novembro Negro, Ireuda Silva pede intensificação no combate ao racismo

Share this on WhatsApp Neste 1º de novembro, mês da Consciência Negra, a vereadora Ireuda ...

Deixe um Comentário