Home / Esporte / Vasco vence Botafogo e rivais vão se reencontrar na semifinal

Vasco vence Botafogo e rivais vão se reencontrar na semifinal

Em um clássico marcado pela grave contusão do meia botafoguense João Paulo, que quebrou a perna após dividida com Rildo, o Vasco venceu o Botafogo por 3 a 2, na tarde deste domingo, no Engenhão, pela sexta e última rodada da Taça Rio. O resultado classificou as duas equipes, que agora vão se reencontrar em um das semifinais do segundo turno. Flamengo e Fluminense disputam a outra vaga à decisão.

Na liderança isolada do Grupo B, o Vasco terminou com 13 pontos, enquanto o Botafogo foi o segundo colocado no Grupo C e avançou por ter saldo de gols superior (1 a 0) ao da Portuguesa, que acabou goleada pelo Flamengo por 4 a 0.

As datas e os horários das semifinais serão definidos pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) nesta segunda-feira.

O duelo no Engenhão começou muito quente e polêmico. Logo aos dois minutos, Rildo deixou a sola ao dividir uma bola no meio-campo com João Paulo. O botafoguense chutou as travas da chuteira do adversário com muita força e caiu no gramado já com muita dor. Posteriormente, seria confirmada a fratura na perna direita do atleta, na região da canela. Existe a possibilidade de ele passar por cirurgia ainda neste domingo.

Inconformados, os botafoguenses cobraram do árbitro Leonardo Garcia a expulsão de Rildo, advertido apenas com o cartão amarelo. João Paulo acabou substituído por Marcelo. Na sequência da partida, Rildo sofreu uma contusão no ombro e não teve condições de continuar em campo. Paulinho entrou em seu lugar.

A primeira oportunidade do jogo viria apenas aos 20 minutos. Leo Valencia arriscou de fora da área, e a bola saiu levando perigo ao gol defendido por Martín Silva. Depois, foi a vez de Igor Rabello tentar de voleio, mas mandou para fora.

Em uma das poucas chegadas bem construídas, o Vasco abriu o placar aos 37. Leo Valencia perdeu a bola no meio-campo, e o time cruzmaltino puxou o contra-ataque pelo lado esquerdo. Riascos aproveitou cruzamento rasteiro de Andrés Ríos e completou de letra.

O empate do Botafogo só não veio na sequência porque Martín Silva defendeu o chute de Igor Rabello. Já nos acréscimos, aos 47, Andrés Ríos recebeu dentro da área e soltou a bomba no ângulo de Gatito, ampliando para o Vasco: 2 a 0.

JOGO FICA ELÉTRICO – Logo no início do segundo tempo, Marcos Vinícius foi empurrado por Wellington dentro da área, e o árbitro assinalou pênalti. Rodrigo Lindoso tirou de Martín Silva e cobrou no cantinho, diminuindo para 2 a 1.

O Botafogo dominava a partida e o empate era questão de tempo. Ele veio aos 23 minutos. Brenner aproveitou cruzamento e completou de cabeça, contando com uma colaboração de Martín Silva. Na sequência, o atacante quase fez mais um, mas finalizou para fora.

O Vasco esteve perto de anotar outro gol aos 31 minutos. Paulinho chutou e Gatito Fernández espalmou. No rebote, Andrés Ríos e Evander não conseguiram marcar. Mas a pressão acabaria dando resultado. Após boa troca de passes, Yago Pikachu cruzou e Paulinho, livre de marcação, fez o terceiro para o Vasco.

O Botafogo ainda assustou em chute de Rodrigo Pimpão. Nos acréscimos, Brenner aproveitou sobra após cruzamento e soltou a bomba por cima do gol, levando o técnico Alberto Valentim ao desespero. Seria a última oportunidade botafoguense no jogo.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2 X 3 VASCO

BOTAFOGO – Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, João Paulo (Marcelo), Marcos Vinícius (Rodrigo Pimpão) e Leo Valencia; Ezequiel (Luiz Fernando) e Brenner.

Técnico: Alberto Valentim.

VASCO – Martín Silva; Yago Pikachu, Paulão, Erazo e Henrique (Fabrício); Wellington, Desábato, Evander, Rildo (Paulinho) e Riascos (Wagner); Andrés Ríos.

Técnico: Zé Ricardo.

GOLS – Riascos aos 37 e Andrés Ríos aos 47 minutos do primeiro tempo; Rodrigo Lindoso aos cinco, Brenner aos 23 e Paulinho aos 38 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Brenner (Botafogo); Henrique, Rildo, Martín Silva e Wellington (Vasco)

ÁRBITRO – Leonardo Garcia Cavaleiro

RENDA – R$ 194.320,00

PÚBLICO – 10.978 pagantes

LOCAL – Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).

Além disso, verifique

Bahia perde para o Botafogo, mas avança às quartas da Sul-Americana nos pênaltis

Share this on WhatsApp O Bahia está nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Após ter vencido o ...

Deixe um Comentário