Home / Policial / Acusado de matar delegado de Barra da Estiva, homem é preso com dados de Michel Temer

Acusado de matar delegado de Barra da Estiva, homem é preso com dados de Michel Temer

Um homem acusado de participar do assassinato do delegado de Barra da Estiva, sudoeste baiano, foi preso em Minas Gerais. Segundo o jornal O Tempo, o suspeito, identificado como Guilherme Silva Fraga, de 27 anos, estava com dois celulares cadastrados no nome do presidente Michel Temer. Guilherme foi localizado na cidade de Montes Claros, interior mineiro, nesta quarta-feira (2). Conforme a Polícia Civil de Minas, o suspeito não contou como obteve os dados de presidente, mas os policiais acreditam que ele usava dos dados para dificultar o rastreamento dos aparelhos. Na agenda do acusado constavam o CPF e o nome completo do presidente, Michel Miguel Elias Temer Lulia. A mesma quadrilha teria usado também os dados do ex-prefeito de Feira de Santana José Ronaldo (DEM). Além da morte do delegado Marco Torres (ver aqui), o acusado é suspeito de participar do sequestro do gerente do Banco do Brasil de Barra da Estiva. Ainda conforme a Polícia, Guilherme Fraga soma uma extensa ficha policial que inclui sequestros e ataques a bancos. Segundo a Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP-BA), as investigações sobre a morte do delegado Marco Torres seguem em sigilo (ver aqui).

Além disso, verifique

Filho de prefeito que espancou ex na BA tem prisão preventiva decretada e é considerado foragido

Share this on WhatsApp O jovem Filipe Pedreira, de 19 anos, filho do prefeito da ...

Deixe um Comentário