Home / Esporte / Fim da “geração belga” e França na final após 12 anos marcam a última terça-feira da Copa

Fim da “geração belga” e França na final após 12 anos marcam a última terça-feira da Copa

A última terça-feira da Copa do Mundo da Rússia confirmou o primeiro finalista do Mundial. A França venceu a Bélgica por 1 a 0, com gol de Umtiti e agora espera por Inglaterra ou Croácia.

Ficou fora de casa o dia todo ou o patrão não deixou você acompanhar a primeira semifinal da Copa do Mundo? Sem problemas! Resumimos tudo para você de uma maneira muito simples e para te mostrar o que aconteceu na decisão que garantiu a França na final da Copa após 12 anos sem figurar entre os finalistas do mundial.

O carimbo no passaporte para a final foi dado aos 5 minutos do segundo tempo

Após um escanteio cobrado na primeira trave por Griezmann, Samuel Umtiti se antecipou ao volante Fellaini e desviou para o fundo das redes da Bélgica, sem defesa para o goleiro Thibaut Courtois. Gol e vaga na final da Copa após 12 anos resumidos em apenas uma foto. Fonte: Torcedores.com

 

Comemoração à lá Yerry Mina também vale!

Na comemoração do gol que garantiu a vaga da França para a final, Umtiti encorporou seu companheiro de Barcelona e especialista em danças, Yerry Mina, e colocou o corpo para balançar durante a festa do único gol da semifinal.

Quantas pessoas não queriam estar no lugar de Umtiti nesse momento de comemoração com Giroud?

A legenda é completamente desnecessária nesse caso. É inveja que se fala?

Mbappé provocador e um dos melhores da semifinal

Após o gol isolado de Umtiti, Mbappé se tornou a principal peça de contra-ataque da França no jogo e não poupou a defesa belga. Cavou faltas, deu um passe de gênio para Giroud marcar o segundo e como qualquer provocador, garantiu cartões aos defensores da Bélgica. E para ele mesmo após chutar a bola após a mesma sair do campo.

E os brasileiros escolheram e não esconderam a torcida pela França… e contra a Bélgica

Eliminados pela Bélgica, muitos brasileiros “engoliram a seco” a rivalidade contra a França por um bem maior… a saída dos belgas da Copa do Mundo. E a torcida deu certo.

Como ficou o coração de Thierry Henry?

Assistente técnico da Bélgica e maior artilheiro da história da França, imagine como ficou o coração de Thierry Henry no jogo de hoje. De um lado o seu trabalho e do outro, sua pátria.

E lá se foi o sonho do título inédito da Bélgica

Se por um lado a França celebra a volta a uma decisão de Copa, a Bélgica vê sucumbir o sonho do título inédito da Copa e adiar para 2022. Será o fim da geração belga? O que a Bélgica pode fazer no próximo Mundial?

Hora de palpitar!

Além disso, verifique

Vasco vence o São Paulo e respira em noite de Fernando Miguel operando milagre

Share this on WhatsApp E o Vasco fez valer a força de São Januário para ...

Deixe um Comentário