Home / Esporte / Com primeiro tempo arrasador, Atlético goleia Sport e se reabilita no Brasileiro

Com primeiro tempo arrasador, Atlético goleia Sport e se reabilita no Brasileiro

Com uma atuação arrasadora no primeiro tempo, o Atlético se reabilitou no Campeonato Brasileiro. Depois de dois jogos sem vencer, o Alvinegro começou perdendo para o Sport neste domingo, no Independência, mas virou ainda no primeiro tempo e goleou a equipe pernambucana por 5 a 2. Leonardo Silva, contra, abriu o placar para os visitantes. Na etapa inicial, Elias, Fábio Santos, Emerson e Cazares marcaram para o Galo. Na etapa final, Michel Bastos diminuiu, mas Ricardo Oliveira fechou o placar.

Antes mesmo de sofrer o gol, o Atlético já pressionava o Sport. Após Leo Silva marcar contra, o Galo não se abateu e foi para cima, marcando quatro vezes na etapa inicial. Veio o segundo tempo e o Alvinegro diminuiu o ritmo e acabou sofrendo o segundo gol. A equipe atleticana, no embalo do torcedor, acordou, e balançou as redes mais uma vezes para fechar o placar.

Na partida, o Atlético quebrou o recorde de público do novo Independência. Foram 22.654 pessoas no estádio, 173 a mais do que no jogo entre América e CRB, no dia 25 de novembro de 2017, jogo que detinha a marca.

Com a vitória, o Atlético se mantém na sexta posição, agora com 45 pontos. A distância para o G4 diminuiu, já que o Flamengo, antigo quarto colocado, empatou, e soma 49. O Grêmio, que assumiu a posição, tem 50. Já o Sport segue na vice-lanterna, com 24 pontos.
Na próxima rodada, o Atlético visita a Chapecoense. O jogo é no sábado, às 16h, na Arena Condá. Já o Sport recebe o Internacional, na sexta-feira, às 19h, na Ilha do Retiro

O jogo
O técnico Thiago Larghi optou por fazer uma mudança em relação ao time que iniciou o jogo contra o Flamengo, no último domingo. O meia equatoriano Cazares ganhou a vaga do argentino Tomás Andrade.
Precisando da vitória, o Atlético iniciou o jogo com tudo em busca do gol. Antes dos 5 minutos de jogo, já havia criado duas boas chances, em finalizações perigosas de Chará. Mas, a casa alvinegra acabou caindo aos 5’. Após cobrança de escanteio, Leonardo Silva tentou cortar e cabeceou na direção do gol de Victor, que não conseguiu defender: 1 a 0.
Mas não deu tempo de comemorar. Logo aos 8’, após jogada pela esquerda, Chará cruzou rasteiro para o meio da área. Elias apareceu de trás e finalizou de esquerda, de primeira, sem chances para Magrão: 1 a 1.
O Atlético continuou em cima. Cazares, de fora da área, quase marcou o gol da virada. O Alvinegro não dava espaço para o Sport jogar. Com a marcação adiantada, conseguia recuperar a bola e iniciar uma nova ação de ataque. Mas o Galo só chegou à virada aos 25’. Ricardo Oliveira tentou finalizar de letra, mas Durval cortou com o braço: pênalti e cartão amarelo para o defensor do Leão. Na cobrança, Fábio Santos bateu no meio do gol e marcou: 2 a 1. Foi o gol 400 do Galo no novo Independência.
Não demorou muito e o Galo marcou de novo. Aos 27’, Emerson foi lançado na direita, ganhou de Sander pelo alto e, sem deixar a bola cair, deixou Durval para trás e chutou de perna esquerda para ampliar: 3 a 1.
Ao ver os jogadores abatidos em campo, o estreante Milton Mendes queria conversar com os atletas. Para isso, pediu para o goleiro Magrão cair. Em jogada de Cazares, aos 29’, Durval ficou indeciso do que fazer. O camisa 10 do Galo roubou a bola e tocou para o gol sem o camisa 1 do Sport, que ainda não tinha ido ao solo: 4 a 1.
Durval, personagem principal do primeiro tempo, ainda irritou mais o torcedor do Sport. Aos 32’, fez falta dura em Ricardo Oliveira, levou o segundo amarelo e foi expulso. O Galo tocou a bola, mas não pressionou muito até o fim da etapa inicial.
O Atlético iniciou a segunda etapa pressionando, mas logo diminuiu o ritmo. Com isso, o Sport diminuiu. Após trocar passes por um longo tempo, Raul Prata cruzou na cabeça de Michel Bastos, que subiu livre e testou sem chances de defesa para Victor: 4 a 2.
O Atlético resolveu acordar para a partida. Chará, após tabela com Fábio Santos, parou em grande defesa de Magrão. Mas, aos 24’, Cazares fez belo lançamento para Ricardo Oliveira, que dominou livre na área e finalizou sem chances para o goleiro do Sport: 5 a 2.

Thiago Larghi promoveu as entradas de Nathan, Matheus Galdezani e Edinho no Galo. A equipe seguiu no campo de ataque, mas sem se esforçar muito, apenas para garantir a goleada no Independência.

Além disso, verifique

Quase chorando, Aderllan desabafa: “Vou carregar isso para o resto da minha vida”

Share this on WhatsApp   A noite da última quarta-feira (21) vai ser difícil de ...

Deixe um Comentário