Home / Policial / Suspeita de matar mãe e duas filhas em Maragogipe é indiciada

Suspeita de matar mãe e duas filhas em Maragogipe é indiciada

A mulher presa por suspeita de matar mãe e filhas envenenadas e ocultar provas do crime, no distrito de Nagé, cidade de Maragojipe, no recôncavo baiano, foi indiciada nesta quarta-feira (7) por homicídio triplamente qualificado – por motivo torpe, dissimulação e uso de veneno. A informação foi divulgada pela Polícia Civil.
De acordo com o delegado Marcos Veloso, titular da cidade e responsável pelas investigações, além do indiciamento, Elisângela Almeida de Oliveira também teve a prisão temporária convertida em preventiva. Ainda segundo o delegado, o marido de Elisângela, Valci Boaventura Soares, que também foi preso por suspeita de coagir testemunhas para que não dessem depoimentos sobre o caso, não foi indiciado e foi solto, também nesta quarta, por falta de provas.
O inquérito do caso foi remetido para o Ministério Público da Bahia (MP-BA), que decidirá se vai ou não oferecer denúncia à Justiça.
As vítimas, Adriane Ribeiro Santos, de 23 anos, e as filhas dela Greisse Santos da Conceição, de 5 anos, e Rute Santos da Conceição, de 2 anos, foram envenenadas com um inseticida de uso agrícola. As três morreram em um intervalo de 15 dias. O único sobrevivente da casa foi o marido de Adriane e pai das crianças, identificado como Jeferson Brandão.
O casal suspeito do crime teve a prisão temporária decretada no dia 11 de outubro. Já presa, Elisângela afirmou à polícia que envenenou. Ela tinha interesse em Jeferson e, por conta desse interesse, segundo a polícia, houve um desentendimento entre as duas, e Elisângela resolveu envenenar Adriane.
*Com informações do G1

Além disso, verifique

Mais de 200 porções de drogas são apreendidas na região de Ondina em 30 minutos

Share this on WhatsApp Mais de 200 porções de drogas foram apreendidas por equipes das ...

Deixe um Comentário