Home / Política / Decisiva na cassação de Cunha, Tia Eron é a nova secretária da Mulher

Decisiva na cassação de Cunha, Tia Eron é a nova secretária da Mulher

A nova secretária da Mulher ficou conhecida nacionalmente há dois anos. A deputada federal Tia Eron (PRB-BA), anunciada nesta quarta-feira (2) para o cargo, era membro do Conselho de Ética em 2016 e foi responsável pelo voto decisivo da cassação do então presidente da Casa, Eduardo Cunha (MDB-RJ).

Desde outubro de 2016, ele está preso em Curitiba, condenado por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão fraudulenta de divisas.

Tia Eron e as demais secretarias foram anunciadas por Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, na tarde desta quarta, durante a transmissão de cargo. A deputada federal, contudo, não esteve presente na cerimônia. Segundo sua assessoria, está no interior da Bahia.

Eronildes Vasconcelos Carvalho, nome de Tia Eron, foi eleita pela primeira vez em 2014 deputada federal, mas perdeu a reeleição neste ano. Ela é membro da bancada evangélica, para a qual prestou assessoria jurídica na Câmara.

Tia Eron foi eleita a primeira vereadora negra de Salvador, pelo antigo PFL (hoje DEM), em 2000. Na Câmara dos Deputados, apresentou projetos em defesa das mulheres um deles que prevê o aumento de pena para crime de estupro coletivo. Tentou ainda, em outro projeto de lei, instituir a Semana da Consciência Negra.

A deputada federal terá a tarefa de comandar uma das secretarias mais polêmicas do governo Bolsonaro. Durante a campanha, ele foi alvo de críticas por declarações sexistas.

Além disso, verifique

Janaína culpa assessores pelo fracasso de Bolsonaro: “Alimentam visão conspiratória que o está afundando”

Share this on WhatsApp Para a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP), o episódio da carta ...

Deixe um Comentário