Home / Política / Comissão do Meio Ambiente da ALBA visita barragem de Cipó

Comissão do Meio Ambiente da ALBA visita barragem de Cipó

A Bahia tem atualmente 10 barragens com risco de rompimento e 45 no Brasil com algum nível de alerta. Essas informações estão presentes no relatório da Agência Nacional das Águas (ANA). Como defensor assíduo da segurança das barragens do estado da Bahia, o presidente da Comissão do Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado estadual José de Arimateia (PRB), esteve nesta segunda-feira (dia 20), no município de Mirante, localizado a 496 quilômetros de Salvador, com o objetivo de visitar a barragem de Cipó, classificada como uma das que apresenta risco de rompimento iminente. A ação também contou com a presença do deputado estadual, Marquinho Viana (PSB), membro do Colegiado.

Segundo informações do engenheiro agrônomo e assessor técnico da Comissão do Meio Ambiente, Seca e Recursos Hídricos da ALBA, Eduardo Macário, não foi constatado risco de rompimento na Barragem de Cipó, em Mirante. “Embora exista uma fissura no vertedor, o talude do barramento está intacto. As erosões registradas no relatório da ANA são superficiais”, assegurou.

A barragem de Cipó, tem uma capacidade de 450 mil metros cúbicos. Ela tem a finalidade de suprir de maneira especial, a demanda de abastecimento de água para os habitantes da localidade. A cidade de Mirante, sofre a maior parte do ano, com a estiagem, e por isso, depende essencialmente de água reservada da barragem mensurada e de alguns poços tubulares para o seu abastecimento.

O deputado Arimateia ressaltou que a barragem de Cipó é a oitava visitada pela Comissão e trata-se de uma barragem de acumulação de água de chuvas, ou seja, não existe a contribuição de nascente, córrego ou rio. Para ele, a falta de investimento e manutenção frequente são visíveis em todas inspecionadas até o momento. “Hoje verifiquei mais uma barragem que necessita de reparos imprescindíveis e constantes. Quando terminar todas as visitas iremos elaborar um relatório minucioso apresentando os entraves de todas analisadas e realizar encaminhamentos necessários aos órgãos competentes. Faremos a nossa parte em favor de todo o povo baiano”, garantiu Arimateia, que irá ao Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (Dnocs), em Fortaleza, no próximo dia 31 de maio, para dialogar sobre a situação das barragens do estado.

Até o presente momento, os parlamentares que integram a Comissão já visitaram a Barragem de Araci, a RS1 e RS2, em Camaçari, situada na Região Metropolitana de Salvador (RMS), a Barragem de Afligidos, localizada no município baiano de São Gonçalo dos Campos, a Barragem de Rejeitos Mineração Caraíba S/A, em Jaguarari, a barragem de Apertado, em Mucugê, a de Pinhões, em Juazeiro e a barragem Luiz Vieira.

Duas barragens ainda serão vistoriadas na Bahia pela Comissão do Meio Ambiente. No próximo dia 23 de maio, a barragem Tabua II, em Ibiassucê será inspecionada e, por fim, em 30 de maio, a barragem de Zabumbão, no município de Paramirim.Texto: Ludmilla Cohim
Fotos: Janderson Louvores 
Link: http://deputadojosedearimateia.com.br/meio-ambiente/41778/

Além disso, verifique

“Eliminação do Brasil na copa feminina é reflexo do descaso e do machismo”, diz Ireuda Silva

Share this on WhatsApp Para a vereadora Ireuda Silva (PRB), presidente da Comissão de Defesa ...

Deixe um Comentário