Home / Política / FARINHA POUCA, MEU PIRÃO PRIMEIRO

FARINHA POUCA, MEU PIRÃO PRIMEIRO

O título do editorial de hoje encaixa perfeitamente na classe política, deixando de fora os parlamentares que merecem respeito. Infelizmente, poucos. Não mais de 100 em um sistema bicameral composto por 81 senadores e 513 deputados federais.

Diante de um Brasil abarrotado de problemas, muitos desses “homens públicos” preferem ficar discutindo mais dinheiro para os fundos eleitoral e partidário. O PSL do presidente Bolsonaro, caso o Congresso Nacional aprove a farra, terá meio bilhão para gastar na eleição de 2020.

Somente o fundo eleitoral, que em 2018 foi de R$ 1,7 bilhão, vai ultrapassar R$ 5,6 bilhões. Será a maior gastança com dinheiro público da história. Sem falar do outro fundo, o partidário, com mais de R$ 1 bilhão. As eleições para prefeito e vereadores vão lembrar Sílvio Santos: “Quem quer dinheiro, quem quer dinheiro…”.

Juntos, os dois fundos aumentaram em 25 vezes dinheiro público para os partidos políticos. Os cinco primeiros da lista, em milhões de reais, são o PSL com 479,80, PT 463,40, MDB 329,10, PSDB 297,90 e o DEM 254,10.

A prioridade é essa discussão: mais dindin para as campanhas políticas. Notícias como o preocupante número de indústrias fechadas em São Paulo, que é o maior em uma década, com a liberação só este ano de 262 novos pesticidas, com as filas nos hospitais, o desemprego, educação, são coisas secundárias. Farinha pouca…

Pois é. Depois, no maior cinismo do mundo, ficam se queixando do descrédito da classe política, cada vez mais acentuado diante do cidadão-eleitor-contribuinte.

Minha saudosa vovó Nair, hoje em um lugar chamado de eternidade, diria que só uma surra de cansanção nesses “homens públicos”, de preferência no bumbum.

Bom dia! Bom dia! EDITORIAL DO WENSE (19), TERÇA, 23-7-2019, 6:30 HS.

Além disso, verifique

Ireuda Silva convoca reunião da Comissão da Mulher para discutir pedido de expulsão contra vereadora

Share this on WhatsApp A vereadora Ireuda Silva (PRB), presidente da Comissão de Defesa dos ...

Deixe um Comentário