Home / Destaque / MPF e MP-BA acionam União e Ibama e cobram medidas para conter mancha de óleo

MPF e MP-BA acionam União e Ibama e cobram medidas para conter mancha de óleo

O Ministério Público Federal e o Ministério Público da Bahia ingressaram nesta terça-feira (15), com uma ação civil pública contra a União e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) em decorrência das consequências e riscos ambientais provenientes do vazamento de óleo que alcançou a costa brasileira, atingindo todos estados do Nordeste, inclusive a Bahia. 

Na ação foi solicitado a Justiça que determine, em decisão liminar, a adoção de medidas de contenção, recolhimento e destinação do material poluente, com “foco na proteção de áreas sensíveis do Estado da Bahia”, principalmente manguezais e estuários. É pedido que as medidas emergenciais sejam iniciadas dentro de 24 horas e concluídas em quatro dias.

Segundo a procuradora da República Vanessa Previtera e o promotor de Justiça Oto Almeida Júnior, autores da ação, há uma evidente demora em adotar medidas recomendadas por especialistas diante das informações que apontam graves sequelas e iminentes riscos ambientais a locais de grande riqueza ecossistêmica no estado. 

Entre as medidas, estão a instalação de barreiras de contenção para controlar a expansão das manchas de óleo e a biorremediação, técnica que acelera o processo de biodegradação natural. “Há uma omissão contundente do Ibama, e consequentemente do Ministério do Meio Ambiente, que age de forma retardada, tão somente providenciando a mitigação do dano já existente.

Além disso, verifique

Vigilância Epidemiológica mapeia quem esteve com Augusto Castro nos últimos dias

Share this on WhatsApp Uma equipe do Departamento de Vigilância Epidemiológica de Itabuna já está ...

Deixe um Comentário