Home / Brasil e Mundo / Navio grego é apontado pela Polícia Federal como responsável por vazamento de óleo

Navio grego é apontado pela Polícia Federal como responsável por vazamento de óleo

Investigação contou com o apoio da Universidade Federal da Bahia

Um navio grego é apontado pela Polícia Federal (PF) como o principal suspeito pelo derramamento de óleo no mar que provocou a contaminação de mais de 250 praias do Nordeste. Segundo a investigação, o veículo atracou na Venezuela em 15 de julho e o derramamento teria acontecido a 700 quilômetros da costa brasileira entre os dias 28 e 29 de julho.

Nesta sexta-feira (1), a PF deflagrou uma operação em parceria com a Interpol para cumprir mandados de busca em sedes de representantes e contatos da empresa responsável pelo navio. Os mandados foram expedidos pela 14ª Vara Federal Criminal de Natal/RN, em sedes de representantes e contatos da empresa grega no Brasil.

As investigações foram realizadas de forma integrada com Marinha, Ministério Público Federal, Ibama e as universidades Federal da Bahia (UFBA), de Brasília (UnB) e Universidade Estadual do Ceará (UEC). Houve também apoio de uma empresa privada do ramo de geointeligência.

Ainda de acordo com as investigações, após atracar na Venezuela, onde ficou por três dias, a embarcação seguiu para Singapura, tendo aportado apenas na África do Sul. O derramamento teria acontecido durante esse translado.

Ainda não há informações sobre quem seria o responsável pelo petróleo abastecido na Venezuela. Foram solicitadas diligências adicionais à Interpol para buscar dados adicionais sobre a embarcação, tripulação e empresa responsável.

Além disso, verifique

Mãe infarta ao ajudar filho na lição de casa: ele não entendia matemática

Share this on WhatsApp Uma mãe infartou enquanto ajudava seu filho a fazer a lição de ...

Deixe um Comentário