Home / Destaque / Vídeo: deputado federal Sargento Isidório usa cueca no rosto para substituir máscara contra o coronavírus

Vídeo: deputado federal Sargento Isidório usa cueca no rosto para substituir máscara contra o coronavírus

Depurado sugere que ideia seria do governador Rui Costa (PT)

O deputado federal pastor Sargento Isidório (Avante) utilizou seu perfil no Instagram para publicar um vídeo parabenizando a atuação do governador Rui Costa (PT) na tentativa de conter a propagação do novo coronavírus (Covid-19). No vídeo, o deputado aparece ao lado do vereador Zé Trindade (PSB), utilizando uma cueca que afirma ser para se proteger contra o vírus. 

Desta vez, em meio à pandemia de um vírus que já matou cerca de 241 pessoas no Brasil, o deputado que se diz ex-gay e é contra os movimentos LGBT+, resolveu fazer uma brincadeira que pode vir a ser mal interpretada nas redes sociais e tirar a credibilidade das orientações de prevenção contra o vírus. 

Ao lado do vereador Zé Trindade, Isidório afirma que por recomendação do governador Rui Costa, estava utilizando uma máscara para se proteger da contaminação pelo vírus.

“O governador dos pobres estava orientando por causa do ‘boca de chuveiro’. Então se você não tem uma máscara aí, pede a esposa pra fazer e ele lembrou que até uma cueca. Se você está achando minha máscara diferente, eu tô seguindo a orientação também daquele que na crise, cria. Rui correria acabou de orientar e aí eu tive uma ideia. O governador falou que até uma cueca, peguei aqui a minha e tô aqui protegido contra o coronavírus”, afirmou. 

“Olhe, cuidado, cueca ou ‘calçola’ tem que estar lavado, que é pra depois você não ficar aí e morrer de catinga. Então se você não morre de corona, pode morrer de bacalhau. Parabéns meu governador”, concluiu.

Famoso por seus comportamentos sempre muito polêmicos, o parlamentar também é conhecido como “o doido”. Durante um de seus discursos na Câmara dos Deputados, Isidório utilizou os microfones da casa para disparar ao presidente Bolsonaro (sem partido): “Eu entendo que é chegada a hora de buscar uma interlocução. Esta Casa precisa tirar uma comissão ou um parlamentar para conversar com o Presidente da República. E, pelo perfil dele, me sinto preparado para ir até ele se for necessário. Porque venho da Bahia, sou conhecido como doido, e pra conversar com doido, só outro doido”.

Além disso, verifique

Homem com deficiência mental está desaparecido em Ilhéus

Share this on WhatsApp A família está a procura de Gildo Teixeira dos Santos, 50 ...

Deixe um Comentário