Home / Destaque / Justiça suspende sessão que votaria pedido de impeachment do prefeito de Jequié

Justiça suspende sessão que votaria pedido de impeachment do prefeito de Jequié

Ainda não foi desta vez. Uma sessão extraordinária convocada pela mesa diretora da Câmara de Vereadores de Jequié, marcada para ser realizada a partir das 17h desta terça-feira (12), foi suspensa, por decisão judicial – liminar. Na sessão, seria levado ao plenário o um pedido de afastamento do prefeito Sérgio da Gameleira (PSB), com base em denúncia protocolada na Casa, que aponta supostas irregularidades cometidas pelo chefe do Executivo Municipal, que teria sido alvo recente de uma ação do Ministério Público do Estado da Bahia (MPE), que o acusou de improbidade administrativa por suposto prejuízo aos cofres públicos de aproximadamente R$ 4,9 milhões.

Contudo, a Justiça determinou a suspensão da sessão atendendo mandado de segurança requerido por vereadores da base governista, Ramon Fernandes, Lignaldo Lopes, Jakson Roberto, José Simões, Eliezer Filho, Márcio Melo e Valdemir Braga, tendo os parlamentares alegado que a extraordinária convocada pelo presidente Emanuel Campos ”viola normas regimentais e legais, notadamente, quanto ao exercício da função legislativa dos impetrantes”. Desde o início da pandemia do novo coronavírus, a Câmara de Jequié adotou medidas restritivas e a sessão suspensa seria realizada sem a presença do público externo e com transmissão pelo Facebook da Câmara. Seria a quarta vez e que foi pedido abertura de processo de impeachment contra o prefeito de Jequié, informou o blog Marcos Frahm.

Além disso, verifique

Juiz concede liminar e suspende toque de recolher em Eunápolis

Share this on WhatsApp Iniciado nessa sexta-feira (22), o toque de recolher decretado em Eunápolis ...

Deixe um Comentário