Home / Política / Pinato deve ter votado em Cunha, diz Tia Eron sobre relator em processo de cassação

Pinato deve ter votado em Cunha, diz Tia Eron sobre relator em processo de cassação

Eronildes-Vasconcelos-Carvalho-Tia-Eron

Colega de bancada do deputado Fausto Pinato (PRB-SP), escolhido para ser o relator do processo de cassação do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a deputada Tia Eron (PRB-BA) afirmou, ao Bahia Notícias, que Pinato “deve ter votado” em Cunha para o posto que agora ele poderá demovê-lo. “A orientação da bancada do PRB, naquele momento, era votar para Cunha presidente. Ele (Pinato) é um homem de partido. Deve ter seguido a orientação”, afirmou Eron, nesta quinta-feira (5). Ainda segundo a parlamentar baiana, apesar do PRB ter apoiado Cunha, a interferência do partido sobre as decisões de Fausto serão “quase zero”. “Conheço Pinato de perto, pois estamos juntos na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). Ele é advogado, é um cara extremamente técnico, é um cara regimentalista e estudioso. O partido, por conta deste perfil, vai deixar ele à vontade. Vai ter uma autonomia quase 100%. Ele é muito habilidoso”, elogiou. Ainda segundo Eron, ser parlamentar de primeiro mandato não é um problema, pois, a nova geração parlamentar está muito mais atenta “aos gritos das ruas”. “Eu penso que ser deputado de primeiro mandato não é um problema. Eu estou chegando agora também, mas é uma geração de deputados com uma cabeça muito arejava e de olho na grita da sociedade. Esse mais velhos, não fazem, às vezes, a escuta da sociedade”, comparou. Em nota enviada à imprensa, o PRB admite ter orientado os seus parlamentares a votarem em Cunha, mas diz que, à época, as denúncias contra o peemedebista não eram conhecidas. “Vale ressaltar que o PRB apoiou, sim, a eleição de Cunha para presidir a Câmara com base na proposta de isenção e independência do Poder Legislativo. Naquela ocasião, as denúncias agora trazidas à tona não eram conhecidas.Somente Pinato poderá se posicionar sobre o tema no âmbito da sua função parlamentar no Conselho de Ética, uma vez que terá acesso aos fatos e poderá oferecer o direito ao contraditório. O que passar disso é especulação.O Brasil espera que apenas a verdade prevaleça e que a justiça seja feita. Esse é o desejo do PRB e de todos os republicanos, independente de qualquer pressão externa. É um excelente momento de passar o país a limpo”, diz a nota. (Atualizada às 16h10) Bahia Notícias

Além disso, verifique

Tiririca anuncia saída da política e diz ”estou decepcionado com a política brasileira”

Share this on WhatsApp Parlamentar mais bem votado nas eleições de 2010, o deputado federal ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *