Home / Destaque / Suspeito de pertencer à quadrilha que matou rodoviário é preso

Suspeito de pertencer à quadrilha que matou rodoviário é preso

Uma equipe da Polícia Militar, que fazia ronda nas localidades de Geolândia, Vila Lobos e Ferrinho, todas em Campinas do Pirajá, na capital baiana, Salvador, prendeu, nesta quinta-feira (13), o traficante Wellington da Silva, de 26 anos, integrante de uma quadrilha apontada como responsável pela morte do rodoviário Osvaldo Mathias da Conceição Filho, 55, ocorrida hoje, em frente à sua residência, na Avenida Geolândia, 57.

Conduzido à 4ª Delegacia Territorial (DT/São Caetano), Wellington, que disse ser evangélico e parente da vítima, negou qualquer participação no crime, assim como pertencer à quadrilha que teria efetuado disparos de pistolas 380 e ponto 45 contra o homem. Os verdadeiros parentes da vítima, porém,
desmentiram a versão de parentesco com o rodoviário. Eles estiveram na unidade policial nesta manhã.
Flagrado com 46 trouxinhas de maconha, 26 papelotes de cocaína e 19 pedras de crack, Wellington foi apontado por testemunhas como um dos homens que, no dia 9 de junho, executou vários disparos contra uma guarnição da Polícia Militar, que foi chamada à região da Geolândia para averiguar denúncias de homens armados andando pelas ruas. Ele seria integrante da quadrilha que controla o tráfico de drogas no local, incluindo também Vila Lobos e Ferrinho.

Desde, então, ele e os outros traficantes que participaram da troca de tiros estão sendo procurados pela polícia. Autuado em flagrante por tráfico de drogas, pelo delegado Nilton Tormes, titular da 4ª DT/São Caetano, Wellington deverá ser ouvido também pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). A Delegacia de Homicídios DH/BTS apura a morte do rodoviário. Depois disso será encaminhado para audiência de custódia.

Além disso, verifique

Itabuna-BA: Alunos da Escola Curumim participam de noite de autógrafos 

Share this on WhatsApp​ ​ ​ ​ ​ ​ Os alunos do 6 ano da ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *