Home / Policial / Pastor acusado de matar evangélicas em Conquista se entrega à polícia em Itabuna

Pastor acusado de matar evangélicas em Conquista se entrega à polícia em Itabuna

O pastor Edimar da Silva Brito, 39, acusado de matar a pedradas duas evangélicas em janeiro de 2016, em Vitória da Conquista, se entregou a Polícia Civil nesta segunda-feira (25). De acordo com o delegado Marcus Vinícius de Morais, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, o pastor se entregou na 6º Coordenadoria de Polícia do Interior (Corpin) de Itabuna. “Ele sabia que o cerco estava se fechando e se adiantou”, disse o delegado, segundo o qual a polícia já tinha informações de onde ele estava escondido e planejava realizar uma operação para prendê-lo. Edimar da Silva Brito estava foragido desde o dia 15 de junho, quando o juiz da Vara do Júri e Execuções Penais de Vitória da Conquista Reno Viana Soares sentenciou mais uma vez o pastor e os comparsas Fábio de Jesus Santos, 36, Adriano Silva dos Santos, 38, deveriam ser levados a Júri Popular pelo crime de duplo homicídio qualificado.

Além disso, verifique

Ministério Público do Trabalho pede interdição da 7º COORPIN de Ilhéus

Share this on WhatsApp Após diversas denúncias feitas pelo SINDPOC,o relatório técnico elaborado pela Secretaria ...

Deixe um Comentário