Home / Esporte / Juíza determina bloqueio de R$ 200 milhões de Palmeiras e Scarpa a pedido do Flu

Juíza determina bloqueio de R$ 200 milhões de Palmeiras e Scarpa a pedido do Flu

De acordo com a publicação, o clube carioca solicitou a antecipação de tutela, uma segurança no caso do Flu vencer a causa contra Scarpa, que ainda não teve uma decisão final.

Palmeiras e Gustavo Scarpa têm cinco dias para cumprir o que foi determinado pela juíza Dalva Macedo. A decisão não impede que o meia continue atuando no clube paulista.

No fim de junho, o jogador conseguiu um habeas corpus no Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, para voltar a jogar. Pouco depois assinou novamente contrato com o Palmeiras com validade de cinco anos e participou da inter-temporada do clube na América Central e vem sendo utilizado de forma regular nos jogos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil.

Segundo os advogados de Scarpa, o time carioca deve R$ 735 mil ao jogador, que é a somatória dos atrasos no FGTS dos meses de junho a novembro de 2017, direitos de imagem dos meses de agosto a novembro de 2017, o salário de 13º de 2016, férias e o salário de novembro de 2017 de quase 135 mil reais. Além disso, o clube também deve os salários de R$ 84 mil mensais do jogador de março a outubro de 2017.

Nota oficial do Palmeiras sobre o arresto:

O processo corre em segredo de justiça. A ordem judicial ainda não chegou ao conhecimento do Palmeiras, mas admira a ordem ter chegado ao conhecimento da imprensa antes de chegar ao conhecimento do próprio Scarpa. É preciso que fique claro que o Palmeiras não é parte nesse processo. O Palmeiras nunca se manifestou nem nunca chegou a discutir ou exercer qualquer ato de defesa nesse processo. Portanto, qualquer ordem em relação ao Palmeiras é claramente abusiva, excede completamente os limites processuais e não deve subsistir.

Além disso, verifique

Vasco vence o São Paulo e respira em noite de Fernando Miguel operando milagre

Share this on WhatsApp E o Vasco fez valer a força de São Januário para ...

Deixe um Comentário