Home / Policial / Ibirapitanga: Integrante de quadrilha morre na 3ª fase da Operação Rodotec

Ibirapitanga: Integrante de quadrilha morre na 3ª fase da Operação Rodotec

Guarnições da CIPE Cacaueira e da 61ª CIPM/Ubaitaba deflagraram, na noite desta terça-feira (14), a terceira fase da Operação ‘Rodotec’ em Itamarati, distrito de Ibirapitanga, com o objetivo de cumprir um mandado de prisão contra um indivíduo identificado apenas pelo prenome de ‘Joabe’, remanescente da quadrilha que espalhou terror nos municípios de Camamu, Igrapiúna, Ibirapitanga e no distrito de Itamarati por meio de extorsões, homicídios e tráfico de drogas (lembrar aqui, aqui, aqui, aqui). Após levantamento de setores da inteligência das OPM’s, foi verificado que ‘Joabe’, até então foragido, retornou ao distrito com o objetivo de retomar a atividade criminosa além de liderar ataques a comerciantes da região.
Polícia apreendeu maconha e revólver com suspeito (Foto: Ubatã Notícias)
Após denúncia anônima de que ‘Joabe’ estaria escondido em uma localidade conhecida como ‘Igrejinha’, arquitetando um ataque armado, as guarnições se deslocaram ao local, momento em que encontrou o suspeito acompanhado de mais 04 elementos. O quarteto, ao avistar as guarnições, passou a disparar contra a polícia, que revidou e ‘Joabe’ acabou sendo alvejado. Os demais suspeitos empreenderam fuga mata adentro. A PM prestou socorro e encaminhou ‘Joabe’ até o Hospital Municipal de Ibirapitanga, onde já chegou sem os sinais vitais. Com o suspeito, a polícia encontrou 1 tablete de maconha e um revólver calibre 38, com 5 cartuchos deflagrados e 1 picotado.
‘Bruno Igrapiúna’, morto em fevereiro, liderava quadrilha (Foto: Divulgação)
A 1ª fase da Operação Rodotec foi deflagrada em fevereiro deste ano e desarticulou uma quadrilha especializada em extorsão, assalto a agências bancárias, tráfico de drogas e assalto a veículos nos municípios de Ibirapitanga, Igrapiúna, Camamu e no distrito de Itamarati. A quadrilha era liderada por um bandido conhecido como ‘Bruno Igrapiúna’, morto após troca de tiros com a polícia e acusado, dentre outros crimes, de praticar ataques a comerciantes ao passo que exigia vultosas quantias e bens sob ameaça de morte aos que se recusassem a atender as demandas. A estimativa é que somente em Itamarati a quadrilha tenha extorquido cerca de R$ 700 mil contra comerciantes. Cerca de 12 bandidos foram mortos ou presos durante as três fases da Operação Rodotec. *Do Ubatã Notícias

Além disso, verifique

Jovem com tornozeleira eletrônica é preso com 17 quilos de maconha

Share this on WhatsApp O fato de usar uma tornozeleira eletrônica não impediu que Sidnei ...

Deixe um Comentário