Home / Esporte / Vice-presidentes do Palmeiras afirmam que Leila Pereira causa “turbulência política” e quer “holofote”

Vice-presidentes do Palmeiras afirmam que Leila Pereira causa “turbulência política” e quer “holofote”

O presidente Mauricio Galiotte, da SE Palmeiras, concede entrevista coletiva com a presidente da Crefisa, Leila Pereira (E), para anunciar a renovação do contrato de patrocínio com o clube, após treinamento, na Academia de Futebol.

Genaro Marino Neto, Victor Fruges e José Carlos, vice-presidentes do Palmeiras, divulgaram uma carta, nesta quarta-feira (15), respondendo Leila Pereira, presidente da Crefisa e FAM. Mais cedo, a patrocinadora do clube abriu um processo pedindo indenização de R$ 300 mil aos dirigentes por conta de uma nota de repúdio assinada contra ela.

Na carta assinada pelos vice-presidentes, criticam a postura de Leila Pereira na véspera de um jogo eliminatório do Palmeiras.

“Em primeiro lugar, lamentamos que a “conselheira” (?) Leila mais uma vez crie turbulência política e traga para si os holofotes às vésperas de um jogo decisivo do que é mais importante para todos nós, a Sociedade Esportiva Palmeiras”, diz trecho da nota.

Os dirigentes ainda acusam a patrocinadora de usar seu poder econômico para impor suas vontades dentro do clube.

“Não será agora que permitiremos que alguém utilize reiteradas vezes o revólver do poder econômico para nos censurar. Ninguém vai nos calar, nem nos fazer retroceder”, afirmaram.

Genaro Marino Neto, Victor Fruges e José Carlos afirmam que a conselheira tentou intimidar integrantes do COF (Conselho Fiscal) do Palmeiras. Ao invés de dialogar democraticamente, a patrocinadora busca o Poder Judiciário quando é contrariada, argumentaram.

Leila Pereira abre processo contra vices do Palmeiras e cobra indenização de R$ 300 mil
Críticas a Maurício Galiotte

As críticas dos três vice-presidente não ficaram apontadas apenas a Leila Pereira. Os dirigentes também teceram comentários contra o presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte.

Segundo os dirigentes, Galiotte se abstém quando o assunto são as ações da patrocinadora. Os vice-presidentes palestrinos acusam o mandatário do clube de omissão e abaixar a cabeça.

E finalizam: “Esperamos que, após tomarem conhecimento dessa aviltante atitude contra membros legítimos da diretoria, eles parem de trabalhar apenas para resguardar os interesses da patrocinadora e a sanha de poder da senhora Leila Pereira”.
Assista a entrevista exclusiva de Leila Pereira ao Torcedores.com

Além disso, verifique

Brasil bate a Argentina e conquista Superclássico

Share this on WhatsApp Com gol de Miranda nos acréscimos, o Brasil conquistou o troféu ...

Deixe um Comentário