Home / Política / Dia Municipal de Combate ao Racismo no Esporte completa 1 ano

Dia Municipal de Combate ao Racismo no Esporte completa 1 ano

No próximo domingo (26), completa-se um ano em que foi instituído em Salvador o Dia Municipal de Combate ao Racismo no Esporte, após aprovação de Projeto de Lei da vereadora Ireuda Silva (PRB). A data é uma referência a uma agressão racista sofrida pela professora Edna Matos e sua filha, durante partida de futebol do Bahia contra o Grêmio em agosto de 2017.

E, apesar de serem cada vez mais escancarados, episódios semelhantes não parecem perto de diminuir. No mês de abril, já haviam sido registrados metade dos casos de racismo no esporte contabilizados nos últimos quatro anos na Confederação Sul-Americana de Futebol. E, até a metade de 2017, já tinham sido registrados mais casos do que em todo o ano de 2016. “Ou seja, o que se vê é a continuidade de tais crimes e a completa omissão dos clubes e das entidades esportivas, que, quando podem, lançam mão de acobertar esses fatos, que muitas vezes acontecem dentro das esquipes esportivas. Mais uma vez, a impunidade impera, e as minorias continuam amarradas em seu histórico de discriminação”, avalia Ireuda.

Ainda de acordo com a republicana, praticamente não se vê treinadores negros em times de futebol e outros tipos de equipes desportivas, nem pessoas negras ocupando cargos de poder nas entidades. “Isso é uma evidência incontestável do racismo institucional, que vai muito além do esporte e perpassa todas as instâncias da sociedade”, completa a vereadora.

Além disso, verifique

Vereadoras fazem visita técnica a Hospital da Mulher em Salvador

Share this on WhatsApp A vereadora Ireuda Silva (PRB) e mais três colegas de Câmara, ...

Deixe um Comentário