Home / Policial / Quadrilha que atacava bancos na Bahia é desarticulada pelo Draco

Quadrilha que atacava bancos na Bahia é desarticulada pelo Draco

Um grupo acusado de ataques a agências bancárias de cidades baianas foi desarticulado pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). Ueldon José Oliveira de Assis, conhecido como “Cabeça”, líder da quadrilha, e Elielson Evangelista de Oliveira Souza, motorista dos suspeitos, foram apresentados durante coletiva de imprensa, no auditório da Polícia Civil, na Rua das Hortênsias, no bairro da Pituba, nesta segunda-feira (27).

Segundo as investigações, a dupla tem envolvimento na explosão do Banco do Brasil e violação a agências da Caixa e Bradesco, no município de Catu, em maio deste ano.

Com mandados de prisão preventiva em aberto, Ueldon e Elielson foram presos por policiais Federais e do Draco, neste sábado (25), em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Itapuã, quando Ueldon era atendido após cair da motocicleta que ele pilotava.

O grupo de Ueldon também atacou bancos nos municípios de Cícero Dantas, Simões Filho e Jeremoabo. Seis integrantes da quadrilha foram presos com armas e parte de dinheiro roubado, quando passavam pela BR-101, na região de Esplanada, em maio deste ano.

Eles foram presos durante uma ação que envolveu policiais militares e federais, Hugo Ferreira da Silva, Adriano Santos Pereira, Ricardo Aparecido Sena, Washington Santos de Jesus, Gabriel Henrique da Silva e Marcos Vinícius Conceição. Um dos integrantes do grupo, Edvan Guimarães dos Santos, o “Madmaxx” foi assassinado por dois homens em uma motocicleta, em maio deste ano.

As investigações concluíram que o grupo migrou do tráfico de drogas para ataques a instituições financeiras e não possuía conhecimento prático ainda para as explosões criminosas. Em algumas tentativas eles não conseguiram acessar o dinheiro de terminais bancários detonados, sendo um dos fatores que facilitaram a identificação dos criminosos.

Com a desarticulação da quadrilha de Ueldon, a estimativa do Draco é que o número de ataques à instituições financeiras diminua, seguindo a estatística do último semestre, que registrou queda de 25% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 60 casos, contra 45 deste ano.

Além disso, verifique

Homem mata sogra em Vila Canária; filha da vítima foi a mentora do crime

Share this on WhatsApp O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apresentou Sidinei ...

Deixe um Comentário