Home / Brasil e Mundo / Descubra: Uma mulher morreu eletrocutada ao tentar relação com um secador de cabelo?

Descubra: Uma mulher morreu eletrocutada ao tentar relação com um secador de cabelo?

Mulher teria morrido por uma descarga elétrica ao introduzir um secador de cabelos em sua vagina! Será que isso é verdade?

O incidente teria ocorrido em Fátima (BA), quando uma jovem conhecida como Alexandra teria morrido eletrocutada ao tentar fazer relação com um secador de cabelo! De acordo com a reportagem que se espalhou no começo da segunda quinzena de agosto de 2018, quando a mulher tentou introduzir o aparelho na genitália acabou recebendo uma descarga elétrica e morrendo no local.

A notícia ainda afirma que as amigas da vítima confirmaram que Alexandra havia passado todo o dia ingerindo bebida alcoólica, e só na manhã seguinte é que perceberam que a jovem estava morta!

Será que isso é verdade ou mentira?

Mulher morre ao tentar “fazer amor” com um secador de cabelo! Será verdade? (foto: Reprodução/Facebook)

Verdade ou farsa?

No dia 17 de agosto de 2018, o site Amazônia Aqui News (juntamente com diversos outros) publicou a estranha história da morte da mulher que tentou transar com um secador de cabelo. Curiosamente, nenhum desses sites citaram alguma fonte além do Mídia Imparcial, aquele que já mostramos diversas vezes aqui no E-farsas ser um site especializado em criar e espalhar fake news!

O Mídia Imparcial publicou a “notícia” sem dar nenhuma fonte, além de usar dados genéricos e fotos aleatórias para tentar enganar o leitor. Não é informado, por exemplo, o endereço onde a morte teria ocorrido e/ou qual delegacia estaria cuidando do caso.

Fotos usadas na “notícia”

A foto do secador de cabelos, que teria sido o causador da suposta morte da mulher, foi surrupiada de uma postagem feita em 2014 em um blog pessoal. A publicação mostrava as impressões de uma consumidora que havia comprado o aparelho e testado suas funcionalidades.

Quanto à imagem da moça com a língua de fora, trata-se de uma mulher conhecida como “Anjinha da Noite”, presa em 2014 sob a acusação de tráfico de drogas, em Manaus (AM).

A imagem de uma mulher caída no chão e vestida com uma roupa íntima vermelha refere ao um crime ocorrido em 2015, no Ceará.

Conclusão

A notícia afirmando que uma mulher morreu ao tentar transar com um secador de cabelos é falsa!

Fonte: E-farsas

Além disso, verifique

Guilherme Boulos incita invasão à casa de Jair Bolsonaro, veja vídeo

Share this on WhatsApp Pela enésima vez, Guilherme Boulos usa sua influência política de modo ...

Deixe um Comentário