Home / Destaque / No Rio de Janeiro, Crivella sanciona lei de Marielle que institui Dia da Mulher Negra

No Rio de Janeiro, Crivella sanciona lei de Marielle que institui Dia da Mulher Negra

A lei de autoria da vereadora Marielle Franco, que inclui o Dia da Tereza de Benguela e da Mulher Negra foi sancionada nesta terça-feira (28), pelo prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella. A data será comemorada anualmente, em 25 de julho, segundo informações da prefeitura.

O nome da data faz referência a heroína negra, Tereza de Benguela, ou “Rainha Tereza”, como ficou conhecida quando liderou o Quilombo de Quariterê após soldados matarem seu companheiro, José Piolho. Ela viveu no século XVIII no Vale do Guaporé, no Mato Grosso e foi morta em 1770, depois de ser capturada por soldados.

De acordo com a justificativa de Marielle, celebrar esse dia é reconhecer institucionalmente a importância dela e das mulheres negras como agentes da luta pela liberdade e pelos direitos humanos.

A vereadora foi assassinada a tiros no Rio de Janeiro, com o seu motorista Anderson Gomes, no dia 16 de março. Apesar dos avanços na investigação divulgados nesta semana, a polícia ainda não realizou nenhuma prisão relacionada ao crime.

Além disso, verifique

Itapetinga: Jacaré adulto de 2 metros passeia no Parque da Lagoa

Share this on WhatsApp Um Jacaré de pelo menos 2 metros de comprimento foi visto ...

Deixe um Comentário