Home / Destaque / Casal neonazista que nomeou filho de “Adolf” é sentenciado à prisão

Casal neonazista que nomeou filho de “Adolf” é sentenciado à prisão

Claudia Patatas e Adam Thomas homenagearam o líder nazista Adolf Hitler ao batizarem seu filho com o nome do austríaco. O casal britânico também transformou sua casa em uma espécie de santuário racista. Ambos foram sentenciados e pegaram mais de cinco anos de prisão, sob acusação de pertencerem a um grupo terrorista, segundo informações do Guardian.

Adam, de 22 anos, e Claudia, 38, choravam de soluçar enquanto ouviam suas sentenças. O rapaz pegou seis anos e seis meses; e a mulher, cinco anos de prisão. O casal foi condenado em novembro por pertencer a uma organização de extrema direita, a National Action, que foi banida da Inglaterra em 2016.

A pena de Thomas foi maior porque ele também foi condenado por portar um manual terrorista: a cópia de um livro de instruções sobre como construir bombas, da Anarchist’s Cookbook.

O casal possui um extenso histórico de preconceitos, com crenças racistas, xenofóbicas e violentas. Claudia Patatas, fotógrafa de casamento, já declarou em uma audiência em Birminghan, Inglaterra, que “todos os judeus deveriam morrer”, além de afirmar que gostaria que campos de concentração fossem retomados.

Já Adam, ex-segurança da Amazon reprovado duas vezes em exame para o Exército, foi fotografado segurando seu filho no colo enquanto usava um capuz da Ku Klux Klan. Ambos alegaram o desejo de matar “crianças miscigenadas”.

O júri recebeu a informação de que o casal neonazista deu o nome do meio de “Adolf” para o filho, em razão da admiração que sentiam por Hitler. Além disso, a casa deles é decorada por suásticas.

Ao proferir a sentença, o juiz declarou: “Essas não são palavras vazias. O vil regime que você (Cláudia) e Thomas adoram e que vocês desejam impor a este país, fez – e faria – exatamente isso.”

Um amigo do casal, Darren Fletcher, de 28 anos, admitiu também pertencer ao grupo terrorista. O júri foi informado de que ele mandou uma mensagem para Cláudia, dizendo que finalmente havia conseguido ensinar sua filha a fazer a saudação nazista. Fletcher também foi condenado a cinco anos de prisão.

Além disso, verifique

São José da Vitória: 2°Encontro Esportivo Gospel movimentou atletas e cidades vizinhas

Share this on WhatsApp Foi realizado nesta sexta-feira dia 15 de novembro em São José ...

Deixe um Comentário